Sigua-nos por E-mail

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

“10 COISAS QUE ENVERGONHARAM TODA MENINA DURANTE A ADOLESCÊNCIA”



1. Perguntar: “Amiga, tá aparecendo?”
O acontecimento: Checagem com a amiga se o absorvente está marcando o uniforme da escola.
Frequência: Cerca de uma semana ao mês.
2. Ter que pedir a blusa emprestada para cobrir o bumbum.
O acontecimento: Amarrar a blusa na cintura na aula de educação física para esconder aquele shorts mega justo.
Frequência: Todo dia em que você era obrigada a fazer exercícios físicos na frente de meninos.
3. Ter seu diário roubado.
O acontecimento: Alguém roubou seu diário e leram em voz alta na sala. Vale também para mães enxeridas ou irmãos vingativos.
Frequência: Uma vez na vida. Depois disso você aprende e ele passa a ser a coisa mais bem protegida do mundo.
4. A hora do “com quem será?”
O acontecimento: Sempre alguém inconveniente puxa um “com quem será”. Não se sabe o que é pior: acertarem que você é completamente apaixonada pelo Gustavinho ou falarem que você vai casar com o Marquinho sendo que você é a fim do Gustavinho.
Frequência: Obviamente uma vez ao ano.
5. A primeira vez que “desce”.
O acontecimento: Você pode ser a primeira ou a última da turma, totalmente esclarecida ou não saber nada sobre o tema e não vai fazer diferença: a primeira menstruação é sempre constrangedora (mesmo que não tenha motivos nenhum pra ser).
Frequência: Também uma vez na vida, e ainda bem, você percebe que não é nada demais, só chato pra caramba mesmo.
6. Sua mãe ligando para família inteira avisando que você virou mocinha.
O acontecimento: Já não basta você ter menstruado, tido cólica e saber que vai enfrentar esse perregue, por pelo menos, mais trinta anos sua mãe ainda fez questão de contar para a família toda.
Frequência: Uma vez na vida toda, graças a Deus.

7. A compra do primeiro absorvente.
O acontecimento: Toda primeira vez é um saco, e as primeiras compras de absorvente então, um pavor! Você não sabe qual escolher, tem que perguntar pra sua mãe, acha que todo mundo tá te olhando. Stress puro.
Frequência: Umas três ou quatro vezes, só até achar o certo e entender que é algo super comum.
8. O primeiro sutiã.
O acontecimento: Sabe todo aquele romance do comercial “Meu primeiro Valisere”? TUDO MENTIRA. É um saco não usar sutiã quando todas usam mas usar também é um saco. Você não tem noção do modelo que é bom, o tecido que pinica, o quanto esquenta.
Frequência: Comprar o primeirão é uma vez só, mas é mais uma coisa chata que vai te acompanhar pro resto da vida.
9. Mandar mensagem para pessoa errada.
O acontecimento: Esse é um acontecimento muito curioso que vem desde os primórdios quando você fazia um comentário sobre o Jorginho no bilhetinho e uma pessoa idiota entregava pra ele e não para sua amiga.
Com o advento da tecnologia ganhou o nome de “janela errada”, quando você mandava um “como o Jorginho é gato” para o próprio no ICQ, MSN, inbox do Facebook e mais recentemente por Whatsapp.
Frequência: Dependendo da sua desatenção pode ser semanal, porém certo mesmo é que uma vez na vida vai acontecer.
10. O primeiro beijo.
O acontecimento: É (quase) sempre horrível. Ninguém sabe o que fazer e tem plateia. Deveria ser proibido para evitar futuros traumas.

Frequência: uma única vez.

“Thor 3: Ragnarok”



Estreia: 2 de novembro::

Chris Hemsworth voltará a empunhar o martelo de Thor no novo longa solo do Deus do Trovão. Taika Waititi dirige a trama focada no ciborgue Ragnarok. Além de Hemsworth, estão no elenco Tom Hiddleston, como Loki, Anthony Hopkins retorna como Odin e Benedict Cumberbatch participa como Doutor Estranho

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

“Blade Runner 2049”


Estreia: 5 de outubro::
Mais um lançamento para os fãs de ficção científica, a sequência do clássico de de 1982 vai nos presentear com uma trama cheia de aventura e emoção. Para reparar um erro, o novato oficial K (Ryan Gosling) terá que encontrar Rick Deckard (Harrison Ford), desaparecido há 30 anos. O longa é dirigido por Denis Villeneuve

“It: A Coisa”



Estreia: 07 de setembro....
Um grupo de adolescentes intitulado Clube dos Perdedores vê a rotina da sua pacata cidade mudar quando, de repente, ficam face a face com um serial killer de criancinhas. Dirigido por Andrés Muschietti e adaptado da obra de Stephen King, esse filme não é recomendado para quem tem pavor de palhaços. Depois não diga que não avisamos!

“Se a Vida Começasse Agora”


Estreia: 31 de agosto:

A produção brasileira que tem como tema o "Rock in Rio" foi filmada há algum tempo, mas a estreia parece combinar com o festival que acontece no Rio de Janeiro em setembro. No elenco, tem Marcelo Serrado como Roberto Medina, criador do evento, e Caio Castro vivendo um jovem jornalista que consegue uma grande oportunidade ao cobrir a primeira edição do festival

quarta-feira, 21 de junho de 2017

"Meu Malvado Preferido 3"

O encontro de dois irmãos gêmeos que foram separados quando nasceram, com certeza vai ser muito divertido..........


“Quem sou eu? “


Você não me conhece, não sabe pelo o que eu passei. Sou jovem sim, e daí? Isso quer dizer que sou um tolo que não entende nada da vida? Quem é você pra definir o que eu sinto? Eu estou cansado de me ferrar tanto na vida, passar por coisas que as vezes nem eu acredito que passei, e ainda ter que ouvir gente como você dizer que eu estou fazendo drama e não sei nada sobre a vida. Você não imagina quantas vezes eu coloquei um sorriso que não era meu no rosto  escondendo a minha dor. Você não tem ideia de quantas vezes eu segurei o mundo dos outros e deixei o meu cair. Mas não me entenda mal, não estou me vitimizando. Eu sei que a vida é difícil, e isso é só o começo dos grandes desafios que estão por vir. Mas você não sabe quem eu sou, pelo o que eu passei e do que sou capaz. Então não me julgue sem antes ouvir a minha história. Carrego um coração pesado, mas minha alma é leve. De mim, cada um recebe o que merece. Sou um bom homem, muito leal aos que amo. Mas minha ingenuidade é inexistente. Posso ser sádico e cruel com aqueles que machucam a mim e meus amigos. Não sou perfeito, sou justo. Sou capaz de fazer qualquer coisa por amor. Sempre tive uma alma caridosa, ajudava a todos, aconselhava muitas pessoas. Ainda o faço, mas a vida me ensinou que não são todos os que merecem minha bondade. Já fui esfaqueado pelas costas, traído, maltratado, injustiçado. Mas nunca amedrontado. Aprendi a ser forte. Ainda sou sensível, mas minha determinação não falha. Sei que meus dias de glória vão chegar, mas enquanto isso, sobrevivo firme e forte pelos dias de luta. Eu sei quem eu sou. Quem é você?


Jean Pacheco